Ame quem você é…

Para aprendermos a nos amar, é preciso nos conhecer. Dificilmente amamos algo ou alguém sem nos relacionar e criar um vínculo com isso.

No mundo agitado em que vivemos atualmente, sobra pouco tempo para refletirmos profundamente sobre o dia a dia e mais raras ainda são as reflexões sobre a vida.

Acordamos, vivemos um dia realizando tarefas, desempenhando papeis, e nem percebemos que, quando anoitecer, já é hora de irmos para casa, descansar. Acabamos por dispensar poucos momentos para pensar a respeito do que sentimos e do que precisamos aprender.

Ao analisar nosso cotidiano, poderemos compreender também o nosso universo interno: emoções, sentimentos e pensamentos, os quais regem o nosso estado de espirito.

E será que sabemos do que precisa nosso universo interior?

Será que nossa meta principal é acordar, fazer a higiene diária do corpo físico, tomar café, sair para o trabalho ou fazer as atividades rotineiras, almoçar, voltar ao trabalho, ir para casa, jantar cuidar da família e dos afazeres de casa, descansar, dormir, acordar e começar tudo de novo do mesmo jeito, sempre?

Não sei você, mas eu não consigo mais acreditar que o objetivo de viver seja apenas esta rotina e sempre da mesma maneira. É quase impossível crer que não conseguimos experimentar o que a vida pode nos oferecer de melhor.

E como saberemos o que é melhor?

Fazendo um mergulho para dentro de nós mesmos. Compreendendo as fases da vida de forma profunda, percebendo que é possível realizar o que queremos desde que saibamos quais são os nossos verdadeiros valores.

Será que as escolhas que nós fizemos durante a vida estão alinhados com a nossa essência?

Bem, esta pergunta será respondida quando escolhermos amar a pessoa que somos e tomarmos consciência do que nos traz paz.

Devido às dificuldades, acabamos tendo poucos sonhos e, quando temos, achamos que é impossível realiza-los, porque não nos sentimos merecedores.

Qual a solução?

Através do autoconhecimento, pois conseguimos curar sentimentos e emoções que impedem o crescimento, harmonizar-se com as escolhas, com outros seres e por último provar para si e para as outras pessoas que é possível, sim, mudar e ser feliz. Podemos aprender a cultivar essas experiências todos os dias, como se plantássemos uma semente na terra. Aos poucos, de acordo com cada atitude que tomamos rumo a construção desta consciência, vamos regando-a para que ela germine.

Quando as coisas começam a fluir naturalmente, é porque estamos fazendo a coisa certa ou optamos pelo melhor caminho.

O TEXTO FOI BASEADO NO LIVRO – AME QUEM VOCÊ Ë – CATIA BAZZAN.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s