O poder do silêncio

A calma é nossa natureza essencial, é o espaço interior e a nossa mais Íntima noção de nós mesmos e de quem somos.

O equivalente ao barulho externo é o barulho interno do pensamento, o equivalente ao silêncio externo é a calma interior. Sempre que houver silêncio a sua volta, ouça-o. Ouvir o silêncio desperta a dimensão de calma que já existe dentro de nós, porque é só através da calma que podemos perceber o silêncio.

Com facilidade ficamos aprisionados nas armadilhas dos pensamentos, pois a mente humana tem um intenso desejo de saber, de compreender e de controlar. Ela confunde opiniões e pontos de vista com a verdade. A mente afirma: “As coisas são exatamente assim”.

A mente pensante é uma ferramenta útil e poderosa, mas torna-se muito limitadora quando invade completamente sua vida, impedindo você de perceber que a mente é apenas um pequeno aspecto da consciência da nossa verdadeira essência.

A mente funciona com “voracidade “e por isso está sempre querendo mais. Quando nos identificamos com a nossa mente ficamos facilmente entediados e ansiosos. O tédio demonstra que a mente deseja avidamente mais estímulo, mais o que pensar, e que essa fome não está sendo saciada.

Quando você fica entediado, pode querer satisfazer a fome da mente lendo uma revista, dando um telefonema, assistindo a tevê, navegando na Internet, fazendo compras ou – o que é bem comum – transferindo a sensação mental de carência e a necessidade de quero mais para o corpo e se satisfazendo temporariamente comendo mais.

A alternativa é aceitar o tédio e a ansiedade e observar como é se sentir entediado e ansioso. Á medida que damos conta dessa sensação, surge de repente um espaço e uma calma em volta dela. Primeiro é um pequeno espaço interno, mas, à medida que esse espaço aumenta, o tédio começa a diminuir de intensidade e de significado. Dessa forma até o tédio nos ensina quem nós somos e quem não somos.

O tédio, a raiva, a tristeza e o medos são frutos da mente e por isso vão e voltam. Qualquer tipo de preconceito mostra que estamos identificados com a mente pensante e não com a nossa essência. A verdadeira liberdade é saber que somos a consciência por trás dos pensamentos e descobrimos isso na calma, que vem com o silêncio.

Quando nos tornamos amigos do momento presente, quando estabelecemos uma boa relação com ele, ficamos sempre à vontade em qualquer situação. Mas, quando não nos sentimos à vontade no AGORA, levamos o desconforto para qualquer lugar onde formos.

A divisão da vida em passado, presente e futuro é uma construção da mente, em última análise, ilusória. O passado só pode ser lembrado no Agora e o futuro quando chegar é o Agora. Portanto, a única coisa real, a única coisa que sempre existe, é o Agora.

Concentrar sua atenção no Agora não é negar o que é necessário em nossa vida, pois quando estamos assumindo a responsabilidade pelo nosso momento presente entramos em harmonia com a vida.

Quando conseguimos perceber o silêncio, sentir a calma, ser realmente quem somos em essência, sentimos uma enorme sensação de paz. Essa sensação pode ser chamada de alegria. É a alegria de saber que nosso ser é a própria essência da vida e de ser quem realmente somos.

Quando estamos fazendo algo que não queremos fazer, estamos negando a vida, e é impossível chegar um bom resultado. Neste momento abandone a vontade de não fazer e se entregue ao que está fazendo. Fazendo uma coisa de cada vez é um ato de entrega e encontrará a paz, pois quando aceitamos o que é, atingimos um nível mais profundo, sem julgamentos da mente do que é “bom” ou “ruim”.

O “sim” para o momento presente nos mostra que temos uma dimensão de profundidade e que não dependemos das condições externas para sermos felizes.

O TEXTO FOI BASEADO NO LIVRO O PODER DO SILÊNCIO – ECKHART TOLLE.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s