Quem não quer contentamento?

Embora todos queiram contentamento, há uma verdadeira epidemia de descontentamento na vida moderna. Seja o que for que a gente consiga, seja qual for a quantia de dinheiro que a gente ganhe, nunca é o bastante, pois cada desejo que a gente satisfaz, outro segue sempre de perto.

O contentamento pode surgir em diversas atividades. Aparece naqueles momentos que você fica completamente absorvido pelo que está fazendo e você só percebe que estava contente quando alguns dias ou semanas depois começa a sentir saudades.

O contentamento surge de uma disposição de abandonar ideias preconcebidas e de afirmar a realidade tal como ela é. Respeitar “as coisas como elas são” é o exato oposto de viver com aquela mentalidade do “assim que…”. A realidade nem sempre é como você gostaria que fosse.

A primeira lição do contentamento diz respeito a distinguir as duas realidades que temos – interior e exterior. O que requer entender o que é projeção.

Projeção: causa de confusão

Projeção é o erro de atribuir um aspecto de sua vida interior a alguém ou algo lá fora. Dessa forma você não aceita a responsabilidade por ele. Projetamos o tempo todo as situações de como gostaríamos que elas fossem e não como são realmente. Todos nós projetamos atributos negativos como preguiça, ganância, inveja, ciúme, capacidade de fazer intrigas, covardia, medo, entre outros. É mais fácil vermos esses atributos em nossos companheiros ou em nossos vizinhos do que em nós mesmos, porém também projetamos atributos positivos. As projeções nos mantêm presos em ilusões que nós mesmos fabricamos. Infelizmente, quando a realidade não tem mais como manter nossas projeções, não costumamos reagir bem, ficamos desiludidos e cínicos.

Quando a realidade é respeitada e você atua a partir do que ‘’é” em vez de viver atolado em suas projeções, você começa a encontrar a saída de qualquer dilema.

O “eu” que existe dentro de todos nós pensa que o contentamento vai chegar “assim que” controlar a realidade e, na verdade, valorizar e aceitar os pequenos momentos são atitudes que trazem uma medida inesperada de contentamento.

Para ter contentamento, é essencial começar todos os dias lembrando de ser exatamente o que você é – nada mais, nada menos.

Contentamento requer energia e desperdiçamos muita energia. Gostamos de gastar mais do que temos e desperdiçar tempo com coisas sem sentido.

Como conseguir contentamento em meio à agitação da vida moderna?

Podemos escolher um dia da semana para ter uma pausa. Quando não temos uma parada no sétimo dia, a vida simplesmente se torna uma nuvem confusa e a monotonia toma conta de tudo. Pode ser um sábado ou um domingo, o importante é se programar para recarregar as suas baterias e refrescar o espírito. Não deixe que os deveres e responsabilidades da semana, nem mesmo as tarefas domésticas ou obrigações sociais, esgotem a sua energia e estraguem esse dia. Transforme em prioridade preservar um oásis de descanso e contemplação toda semana.

Temos a possibilidade também de fidelizar o momento, que é uma atenção deliberada e concentrada no que está a sua volta, concentração em cada ato, cada pensamento, cada sentimento e cada sensação. Procure concentração nas atividades rotineiras e veja a rapidez com que os seus pensamentos fogem do presente para viver algo do passado ou se preocupar com algo no futuro. O passado já foi e o futuro ainda está por vir. Tudo quanto existe é o agora e podemos usufruir somente do momento presente, onde temos a possibilidade de encontrar o contentamento.

A compaixão também é um caminho. Basta procurar uma oportunidade, todos os dias, de satisfazer as necessidades de alguém. Pequenos atos de bondade são os melhores para cultivar o contentamento.

O TEXTO FOI BASEADO NO LIVRO CONTENTAMENTO – JOHNSON, ROBERT A.

Vamos aumentar o contentamento? Que tal praticar algumas sugestões citadas acima? Coloque nos comentários do blog como está sendo a sua experiência.

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s